Notícias e Cases

Especial Mulheres – 50 Associações e Grupos de Mulheres de Segurança Cibernética Especial Mulheres – 50 Associações e Grupos de Mulheres de Segurança Cibernética

Especial Mulheres – 50 Associações e Grupos de Mulheres de Segurança Cibernética

Especial Mulheres – 50 Associações e Grupos de Mulheres de Segurança Cibernética. Uma lista especial compilada especialmente para Elas.

Em homenagem as guerreiras de Cybersecurity, a Solarplex, traz aqui uma postagem especial sobre os grupos destinados à elas. Hoje vejo a participação esmagadora de homens nos diversos grupos, mas espero sinceramente ver mais participação de mulheres neste grupos profissionais e nas empresas. 

Pesquisas feitas apontam que as mulheres são melhores em segurança cibernética e em se protegerem online. A pesquisa revelou que as mulheres estão mais preocupadas com o possível dano de suas contas online pessoais serem invadidas. Elas também tendem a usar senhas exclusivas com mais frequência do que os homens.

  • 43% das mulheres sempre usam uma senha exclusiva para contas de lojas online, contra 36% dos homens;
  • 57% usam senhas exclusivas para bancos e outras instituições financeiras, contra 50% dos homens;
  • 50% usam senhas exclusivas para email pessoal, contra 42% dos homens; 
  • 38% usam senhas exclusivas para aplicativos de comunicação, contra 31% dos homens. 

Usar senhas exclusivas para suas contas é uma das melhores coisas que você pode fazer para sua segurança online”, diz Chad Hammond, especialista em segurança cibernética da NordPass . “As pessoas que reutilizam senhas para contas diferentes correm um risco maior de serem invadidas“.

Segundo o (ISC)², a maior associação sem fins lucrativos do mundo de profissionais de segurança cibernética certificados, conforme revelado em seu relatório 2019 Women in Cybersecurity as mulheres estão ganhando espaço e sendo atraídas para as funções de segurança de dados em maior número, e as mulheres agora representam 24% da força de trabalho de segurança cibernética.

De acordo com o estudo, essa estimativa é mais alta do que em relatórios anteriores, “em parte devido à adoção de uma nova metodologia de amostra que cria uma representação mais precisa e holística dos profissionais de segurança cibernética e de TI / TIC responsáveis ​​por garantir a integridade crítica de suas organizações. ativos.

O relatório também descobriu que, embora os homens ainda superem em número as mulheres em segurança cibernética em cerca de três para um total, as mulheres no campo estão avançando para posições de liderança. De acordo com os entrevistados da pesquisa, percentuais mais altos de mulheres do que de homens estão alcançando posições de liderança sênior e tomada de decisão.

  • Diretor de tecnologia – 7% das mulheres contra 2% dos homens
  • Vice-presidente de TI – 9% das mulheres contra 5% dos homens
  • Diretor de TI – 18% das mulheres contra 14% dos homens
  • C-level / executive – 28% das mulheres contra 19% dos homens

Elas são geralmente mais educadas e mais jovens. Enquanto 44% dos homens cibersegurança possuir um grau de pós-graduação, o número de mulheres é de 52%.
Quase metade dos profissionais de segurança cibernética entrevistados são da geração do milênio – 45% em comparação com 33% dos homens. Por outro lado, os homens da Geração X representam uma porcentagem maior da força de trabalho (44%) do que as mulheres (25%).

Grupos e Associações

Graças aos esforços de todas as mulheres envolvidas nesses grupos, a Cybercrime Magazine compartilhou 50 grupos cibernéticos de mulheres que você precisa conhecer.

Uma nova pesquisa mostra que as mulheres representam mais de 20% da força de trabalho de segurança cibernética. Acreditamos que é importante divulgar que as mulheres são desejadas, respeitadas e valorizadas na luta constante contra os ladrões cibernéticos.

O livro Women Know Cyber: 100 Fascinating Females Fighting Cybercrime – é dedicado a todas as mulheres do setor. Queremos aumentar o número do título de 100 para 1.000 para 100.000 e além – e mover o ponteiro para 50 por cento.

Não faltam associações, listas do Twitter, grupos do LinkedIn e encontros para mulheres na segurança cibernética. Praticamente qualquer mulher que deseja se conectar e interagir com seus pares pode se tornar um membro do seguinte:

Contato - Rio de Janeiro

Contato - São Paulo

Siga-nos